quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Buscas

Parecia impossível não esboçar um sorriso;
Embora tudo desse errado, parecia caminhar para o lado certo.
Os rios da vida cursavam rumo ao mar e é ali que eu me encaixava:
Em busca do infinito, do inalcansável.
Em busca de mim mesmo: Me perder no tudo e me encontrar no nada.

Um comentário:

  1. Perder pra se encontrar é preciso.
    Belo post.

    Abraços poéticos,
    Janaína de Souza.

    ResponderExcluir